Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

XicaWeb

XicaWeb

3 meses

Setembro 19, 2021

depois eu ainda sinto tantas saudades. 
há dias em tudo me faz lembrar dele... aquela música, aquele programa ou aquele lugar. 
outros em que sinto uma liberdade que me sabe tão bem... 

no dia em fez três meses fui pela primeira vez a um concerto sozinha! foi tão bom. fui ver Tiago Bettencourt que é um músico que ambos gostamos muito. tive um misto de sentimentos... chorei de saudades,mas também de felicidade. pois estamos os dois bem e conseguimos manter uma amizade fantástica. e isso faz toda a diferença neste processo diário de aceitação. aceitar que acabou e que a vida continua por caminhos diferentes. 

 

os dias

Agosto 26, 2021

passam e nada de novo. o tempo passa  e nada acontece. tenho sentimentos contraditórios... ás vezes gosto de estar sozinha apenas com o meu filho, de fazer coisas a dois... outras sinto tantas saudades do que que já foi. continuo demasiado romântica e agarrada a um passado que não volta. 

dizem que o tempo tudo cura, mas no meu caso esta a demorar demasiado tempo. apenas gostava de esquecer um pouco do que foi ... 

tanto a minha cabeça como o coração já sabem que tenho de seguir em frente, mas temos de ir com calma. um dia de cada vez...

hoje estou bem e sinto-me bem comigo. e quero que isto aconteça todos os dias. 

apenas sinto saudades...

finalmente

Agosto 25, 2021

IMG_6068.jpg
a toma da primeira dose!!! todos dizem que a segunda é que ‘dá’ cabo de nós!!!.. mas eu já notei na primeira. estou de rastos e já só penso como vou ficar com a segunda.

negação

Agosto 23, 2021

a fase da negação passou. agora estou na fase da aceitação.  aceitar que eu também ajudei para o fim da relação. uma relação é como uma dança...é sempre preciso duas pessoas.

erramos os dois... eu tomei como garantido algo que em qualquer momento podia desaparecer... o amor.

mantemos o amor de dois grandes amigos e espero realmente que a cumplicidade que temos se mantenha por muito tempo. temos uma história que começou com dois e terminou em três. isso ninguém pode apagar.

uma história linda ... momentos que não vou ter com mais ninguém...

agora é seguir em frente e 'reescrever' outra história de amor que seja tão bonita ou mais ainda do que aquela que tive durante 20 anos. 
vou sempre sentir saudades, mas sei que vou reencontrar de novo o amor. 
um dia de cada vez e lutar sempre por mim. pois se eu estiver bem o meu filho estará bem. 

 

tempo para mim

Agosto 20, 2021

quarta-feira foi realmente um dia muito difícil e, por isso, resolvi tirar a tarde e passar tempo comigo. e nada melhor que ir passear na praia e ouvir música. relaxei e consegui pensar na vida. tirei algumas conclusões... agora espero conseguir pôr-las em prática.

 

2 meses

Agosto 18, 2021

... em que tive de aprender a adaptar-me a uma nova realidade: só eu e o meu filho. tenho dias bons, mas hoje esta a ser particularmente difícil. dois meses sem ele, sem os seus beijos, sem os seus abraços...simplesmente sem ele. todos os dias o vejo por causa do  Vicente, mas hoje cheguei à conclusão que isso me faz muito mal. eu sei que a nossa história chegou ao fim, mas vê-lo não me deixa seguir em frente. parece que existe sempre aquela réstia de esperança. e a esperança há muito que desapareceu.

todos dizem que sou super forte e que nem sabem como estou a reagir tão bem,  mas por dentro choro todos os dias. não há formula mágica para acabar com o amor. só o tempo e esse está a levar demasiado tempo!... 

 

a vida

Agosto 16, 2021

continua.

não posso dizer que tem sido fácil, porque nenhuma separação é fácil principalmente  quando há filhos.

tento viver um dia de cada vez. tenho dias bons outros menos bons, mas acho que é normal. não podemos apagar 20 anos de um dia para outro. o amor continua a ser demasiado grande. e mesmo sabendo que a nossa história acabou o coração teima em não aceitar. no entanto, não me tornei numa mulher amarga, porque apesar do amor ter acabado de um lado a nossa amizade mantém-se. como ele diz: sempre fomos um casal modelo e isso mantém-se até mesmo na separação. e ainda bem por nós e pelo nosso filho.

os nossos caminhos seguem direcões  contrárias, mas o foco é sempre o mesmo : o nosso filho.

e isso temos conseguido fazer. escolhi a melhor pessoa para ser o pai do meu filho.

o amor acabou...mas a amizade, a complicidade e o companheirismo mantém-se e, por isso estou muito feliz.  que se mantenha sempre assim. 

faz-me seguir em frente.

 

 

 

o amor

Agosto 11, 2021

 é fodido já dizia MEC...

isto de ter sentimentos é uma mer...... às vezes gostava de ser robot para deixar de sentir tudo aquilo que nos torna humanos. a dor, a mágoa, a felicidade, a tristeza, a raiva e todos os outros sentimentos que tanto nos fazem sentir que somos os maiores como de repente nos tornamos no mais pequeno ser.

eu sei que o medo nos torna mais fortes... mas porque a tristeza, mágoa e a raiva que só nos torna mais mesquinhos... mais pequenos... não nos faz crescer em nada. apenas aumenta aquele sentimento de ódio que nos torna na pior pessoa possível! sempre me considerei uma pessoa boa   , mas com tudo aquilo que tenho passado descobri que afinal todos temos aquele lado menos bom... aquele lado que desconhecia e que agora passei a conhecer. e não gosto daquilo que desejo e que sinto. 

nunca invejei ninguém, porque acho que todos temos aquilo que merecemos ou para o qual trabalhamos, mas hoje sinto-me a invejar aqueles que sentem felicidade

como alguém disse ( alguém que amo mais do que tudo na vida) : 'sou feliz, mas não sinto felicidade'.  é o o que sinto. sinto-me incompleta. faz-me falta o outro amor. aquele que nos faz sentir borboletas na barriga... aquele que nos deixa sem palavras...

eu sei que vou voltar a senti-lo, mas é preciso deixar o tempo sarar este amor que acabou e que deixou marcas. não podemos passar uma borracha por cima de um amor com mais de vinte anos... era bom, e por isso digo no inicio que gostava de ser robot. para fazer um reset e começar de novo. mas não é assim que a vida funciona. temos de viver todos os sentimentos que nos tornam humanos e que nos dizem que estamos vivos.

com o já diziam os Censurados 'melhores dias virão' no logínquo ano de 1993...

e acredito nisso.

amanhã será melhor.

 

 

já faz algum

Agosto 06, 2021

tempo que não escrevo nada.

no entanto, desde a última vez que passei por aqui muita coisa aconteceu.

o 2º confinamento acabou ...o meu filho fez 9 anos!... separei-me ... fiz férias sozinha pela primeira vez ... fui à praia sozinha ... li muito ... e descobri que às vezes sabe muito bem estar sozinha. adoro o meu filho, mas aqueles dias sozinha trouxeram-me alguma paz e tranquilidade.

o pior foi regressar à realidade. alguma dessa paz e tranquilidade desapareceram num fechar de olhos.

não tem sido tempos fáceis e creio que ainda vai demorar muito até ficar tudo bem. somos amigos, mas sinto falta do outro amor. dos abraços, dos beijos, da nossa cumplicidade... foram 21 anos juntos. e tudo acabou de repente. sem aviso prévio ... nada.

agora tenho de seguir com a minha vida e voltar a redescobrir-me como mulher e como mãe. pois hoje não sou a mesma mulher que era antes e não sou a mesma mãe que era há 2 meses... a responsabilidade agora é maior, porque temos dois pápeis a representar : mãe e pai ao mesmo tempo, pelo menos enquanto esta connosco. o mesmo vai acontecer com ele .

neste momento a minha grande prioridade é tornar-me numa melhor mãe e voltar a encontrar-me. 

vai levar tempo, mas eu chego lá.

 

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D